SOBRE

Gênero e sexualidade são temáticas cada vez mais evidentes na sociedade. Através das lutas da comunidade LGBTQI+ e alguns profissionais de diversas áreas do conhecimento, ocorre cada vez mais as conquistas de direitos humanos e serviços em saúde para esse grupo social. Com a inclusão do Processo Transexualizador no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2008, pelo Ministério da Saúde, através da Portaria nº 1.707, ocorre também a exigência do acompanhamento psicoterapêutico nesse processo. Porém, infelizmente, não são todas as pessoas que conseguem ter acesso ao profissional psicólogo, seja por questões de vulnerabilidade social e econômica, por falta de acesso à informação ou por falta da existência de ambulatórios do SUS em sua região.

Por isso, pensando nas pessoas trans que necessitam de auxilio psicológico, mas não possuem recursos para ingressar no atendimento particular o #ProjetoPréT é idealizado por Fernando Barbosa ainda durante os estágios da graduação em 2018 e surge em 2020 com o objetivo de levar a psicologia para todes de forma acessível através da psicoterapia online..
COMO FUNCIONA?

A pessoa interessada entra em nosso site e realiza a inscrição através do formulário de atendimento clicando em “acompanhamento psicológico” ou em “acompanhamento hormonal”, conforme sua necessidade. Esse formulário contém informações pessoais da pessoa interessada e será acessada apenas pela direção do projeto para contato inicial. Após preencher o formulário é necessário aguardar o contato de um profissional psicólogo, que passará informações sobre valores e triagens.

Após o primeiro contato é agendado com o paciente a triagem, que tem duração média de 20 minutos e é fundamental para informar ao interessado como funciona o processo psicoterapêutico, valores das sessões, além de colher informações emocionais, psicológicas e financeiras do paciente. É importante ressaltar que os valores são acessíveis e podem ser negociados conforme as condições financeiras do paciente.

Todes os atendimentos ocorrem, exclusivamente, por meio de plataformas online, como Google Meet, Zoom, WhatsApp, Skype, entre outros.

Caso a pessoa interessada seja menor de idade, esse processo inicial será feito com o responsável legal para autorização. Para o acompanhamento hormonal é necessário ser maior de 18 anos ou também ter a autorização do responsável legal, além de estar em acompanhamento psicológico.
EQUIPE


Fernando Henrique Barbosa
Psicólogo
CRP 06/164351
Pós-graduando em Direitos Humanos, Gênero e Sexualidade;

Diretor Responsável pelo #ProjetoPréT



Aline Queiroz
Psicóloga TCC
CRP 14/07665-04
Pós-graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental;

Responsável pelo Acolhimento no #ProjetoPréT



Rafaelle Pimentel
Psicóloga de Abordagem Psicanalítica
CRP 06/138525
Pós-graduanda em Psicossomatica;

Acolhimento no #ProjetoPréT



Bruna Beltrão
Psicóloga TCC
CRP 06/170064

Acolhimento no #ProjetoPréT